Shaun of the Dead

O recente burburinho sobre Hot Fuzz fez com que me decidisse finalmente a ver Shaun of the Dead, um filme que por azar me passou ao lado há um par de anos atrás (passou a mim, mas também aos cinemas portugueses). Agora com a versão DVD, tive a oportunidade de ver a pequena relíquia que se escondia por detrás de tão sublime título.

Shaun of the Dead é uma espécie de Scary Movie britânico, mas com muito mais piada. Claro que isto do humor é muito subjectivo, mas o humor presente em Shaun of the Dead tem tanto de sublime como de estridente, pois há situações em que é impossível ficar de boca fechada. Especialmente dedicado à temática dos filmes de zombies, o filme pega numa série de clichés que todos nós já estamos fartos de ver em filmes de terror “zombiano”, e transforma-os em algo tão apetecível e gostoso quanto possível.

dead_00-001.jpg

Simon Pegg é Shaun, um vendedor de electrodomésticos. A sua vida é, para além de monótona, repleta de pessoas desinteressantes e situações que poderíamos apelidar como as mais chatas e com menos emoção do mundo. Todos o criticam pela sua falta de responsabilidade e pela sua constante inaptidão para lidar com todos os seus problemas pessoais. Partilhando o apartamento com Ed (Nick Frost), um completo desarrumado e sem propósito de vida, Shaun torna-se ainda mais desligado de tudo. Quando um dia se vêm rodeados de zombies por toda a parte, decidem engendrar um plano para salvarem os seus entes e amigos queridos. Embarcam assim, numa arrojada viajem que os fará viverem uma série de peripécias de inigualável bravura!

Brilhantemente escrito por Simon Pegg e pelo realizador Edgar Wright, Shaun of the Dead resulta numa óptima sátira aos filmes com mortos vivos e a toda uma panóplia de filmes com heróis de carne e osso. Voltas e reviravoltas previsíveis mas ao mesmo tempo contagiantes pela forma como se desenrolam, o filme assume-se não apenas uma sátira, mas como uma comédia moderna com diálogos e personagens muito bem criadas e desenvolvidas. As actuações estão ao nível do argumento sendo de destacar a prestação de Simon Pegg, um nome a reter na minha lista pessoal de actores maravilha, Nick Frost que tem um enorme potencial e o incontornável Bill Nighy, que embora com um papel menor, justifica a sua presença.

Passei muito bons momentos a ver este Shaun of the Dead, que em português teve o incompreensível título Zombies Party: Uma Noite… de Morte. Um humor diferente do que estamos habituados neste tipo de filmes e uma abordagem completamente diferente, fazem dele um filme obrigatório para os amantes do humor britânico.

Mal posso esperar por Hot Fuzz (na versão DVD pois, infelizmente, não sairá nas salas portuguesas).

Nota:

One thought on “Shaun of the Dead

  1. Barbara diz:

    Nossa, o título em Portugal conseguiu ser mais ridículo do que no Brasil, que é Todo Mundo Quase Morto…!!!
    Mas apesar do titulo eh um ótimo filme…

Queres falar agora?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s