Transformers

Transformers vinha, já algum tempo, com o selo do maior blockbuster deste verão. Agora que chegou aos cinemas, a verdade é que se confirma esta tendência e estamos, definitivamente, perante uma das maiores produções do ano. Com tudo isto, apenas falta dizer que já vi. Não é prefeito mas também não é tão mau como o pintam.

Michael Bay não é propriamente o mais famoso dos realizadores: desastrosas realizações, demasiado recheadas de explosões e momentos patrióticos, e por outro lado uma capacidade incrível de retirar algum interesse aos já de si não muito apelativos argumentos. Mas como nem tudo é mau, tem uma “mania” pelos efeitos visuais e consegue suplantar (um bocadito…) os defeitos apontados acima. Neste Transformers, Bay não se reinventa e volta a cair nos mesmos erros, mas mesmo assim consegue realizar um filme que se torna apelativo, ajudado pelo dedinho mágico de Spielberg e pelo novo menino de Hollywood Shia LaBeouf.

transformers.jpg

Baseado e inspirado pela série animada, Transformers conta-nos a história de uma espécie robótica perdida no espaço que encontra na Terra o seu tesouro perdido: o Cubo. Mas como em todas as sociedades, há sempre quem deseje obter esse tesouro para fins diferentes: os Autobots, pelo lado bom, e os Decepticons pelo lado mais maléfico. A luta entre ambos estes lados envolve Sam Withicky (Shia LaBeouf), um jovem adolescente que não suspeita da sua importância em tudo aquilo, quando é “escolhido” pelo seu novo carro que afinal é o Autobot Bumblebee. A luta intensifica-se e no final não é só a sobrevivência dos Autobots que está em causa mas também a da espécie humana.

O que dizer em relação à adaptação? Bem… é engraçado e nostálgico voltar a vislumbrar alguns momentos tornados célebres na série animada, principalmente a envolvência de algumas frases dos protagonistas. Por outro lado, o discurso algum esbatido da liberdade e da força de uma nação (aqui disfarçada?) faz com que a vitalidade do filme se perca um pouco.

Os efeitos visuais de Transformers são algo de fantástico. Conseguem, a qualquer altura, provar-nos que estamos perante e realidade e não apenas mera ficção, o que é de louvar dada a enorme quantidade de robots e cenas bastante difíceis de filmar e produzir. Mais uma vez, isto também tem um ponto negativo: Michael Bay esquece-se que destruição a mais também é prejudicial e por vezes cai na repetição de sequências que não abonam muito a favor do resultado pretendido.

Por sua vez os actores, pelo menos alguns deles, conseguem dar alguma vitalidade ao filme e Shia LaBeouf é o expoente maior desse exemplo. O novo prodígio de Hollywood é realmente fantástico. Para além de uma expressão e vitalidade impressionantes, tem um timing prefeito nas cenas mais cómicas do filme. No outro lado da moeda temos um Josh Duhamel algum esbatido e uma Megan Fox que não se consegue desprender para lá do lado mais sexy e sensual. Nas vozes, Peter Cullen como Optimus Prime e o Hugo Weaving como Megatron são os mais notáveis.

No argumento, e para finalizar, o filme não é particularmente feliz pois revela alguma incapacidade de ir mais além do facilitismo de uma realização espectacular (efeitos visuais e afins) e da história base já familiar a muita gente. Sendo assim, tudo se aparenta superficial e bastante “mundano”, refugiando-se na comédia como impulsionador do interesse em grandes partes do filme.

Gostei do resultado final. É um blockbuster puro e duro e vai permanecer por muito tempo no Boxoffice com certeza, mas principalmente por ser “bonito” pois em “sumo” não é muito forte. A ver vamos se põe Spielberg na cadeira de realizador num próximo filme porque isto tem enormes potencialidades à espera de serem exploradas.

Nota:

9 thoughts on “Transformers

  1. Rita diz:

    Foi definitivamente uma boa surpresa e excedeu as expectativas… mas também achei a cena da luta final um tanto o quanto longa… Mas de resto nada a acrescentar… O actor principal está excelente! LOL
    Continua o bom trabalho…;) .
    Beijinho Bommm

    A.Q.Q.M.E: Porque não tens post nenhum sobre o último filme da saga de “Harry Potter”?! Fico à espera…😀

  2. Olá Rita!
    Não tenho porque não sou um seguidor da saga e apenas vi o primeiro filme. Não me seduz… talvez um dia mais tarde leia os livros e veja os filmes :p

    Bj

  3. Ana Cristina diz:

    “Transformers” , é um filme extremamente interessante, gostava que ouvesse um segundo filme, pois a diversão, a autencidade das cenas, despertam mesmo um imenso interesse. Achei este filme brutal!!! Parabéns!!!

  4. carla diz:

    transformers e um filme muito giro que adorei ver e espero que continuem assim porque foi um dos filmes mais divertidos que eu tive a ver foi mesmo fixe muito brutal!!! parabens!!!

Queres falar agora?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s