Recuperar o tempo perdido

Nestes últimos tempos, desde que deixei de escrever aqui no blogue com regularidade, apercebi-me que estava a perder uma valente carga de filmes interessantes. Mesmo tentanto correr contra o tempo, é-me impossível ver todos os que gostaria, mesmo que tivesse quase prometido a mim próprio que não os perderia.

Caso disso é, por isso, Burn After Reading. Estava tão empolgado com o último filme dos irmãos Coen e acabei por deixar passar. Neste altura já tenho aqui o DVD (…) prontinho a entrar no leitor. Sinceramente não sei o que esperar. Apenas um qualquer dos factores me faria ficar interessado neste filme: nem que fosse apenas um dos seus actores, nem que fosse apenas a dupla de realizadores, nem que fosse apenas pelo divertido trailer. Enfim, todos os motivos são válidos. No entanto, há o problema das expectativas demasiado altas para um filme que parece – lá está – demasiado descontraído. Algum dos senhores me pode dizer, realmente, aquilo que posso esperar deste filme, sem me mergulhar em demasiado floreado (e sem divagações de cinéfilo de jornal diário)? (sim, porque evito ler essas críticas dado que, já por algumas vezes, me estragaram por completo o filme ou me fizeram esperar demasiado, ou contrário, dele.

Continuando, é triste, para mim, ainda não ter visto o regresso de Rambo ao grande ecrã. Não porque estivesse realmente interessado no filme, mas fiquei, de certa forma, tocado pelo regresso de Stallone em Rocky, logo gostaria também de ver o que fez com o nosso “querido” Rambo dos tempos em que classificávamos os filmes pela quantidade de explosões e mortes que nele aconteciam (não vejo Rambo assim, mas perceberam a ideia…). E também fico quase abismado comigo mesmo por não ter ainda visto W.. Era das minhas maiores esperanças para este ano cinematográfico e ficou na gaveta. O filme de Oliver Stone parece estar um mimo e Josh Brolin, enfim, há palavras?

Outros que ainda não viram o sol (hum…) cá em casa mas que não posso deixar que apanhem pó durante muito tempo, são: Before the Devil Knows You’re Dead, The Orphanage, [Rec], I’m Not There e The Darjeeling Limited.

Está visto que tenho uns próximos tempos bem ocupados… 

Queres falar agora?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s