The Assassination of Richard Nixon

Slavery never really ended in this country. It just gave it another name. Employee.

Samuel Bicke é um vendedor de mobiliário que se vê confrontado com um mundo injusto e falso no qual não consegue viver. É assim que se desenrola a acção de The Assassination of Richard Nixon, o primeiro filme de Niels Mueller, com a prestação de Sean Penn como Sam.

Estreado em 2005 no nosso país, este filme que na altura me passou ao lado, agora em promoção nas prateleiras dos hipermercados fez com que tivesse curiosidade e não me arrependi. De todo! Antes pelo contrário…

assassination_wideweb__430×287.jpg

Baseado em factos veridicos, The Assassination of Richard Nixon é um filme torbulento. A mente atormentada de Sam, um justiceiro num mundo de mentiras, leva-nos numa viagem ao seu mundo muito próprio e peculiar, um sitio onde todos nós gostariamos de entrar mas que, simplesmente, não nos é possivel, muito por culpa da sociedade. Uma sociedade de vicios onde que mais mente, mais fica a ganhar. Sean Penn envolve-se se tal forma no seu papel que nos transmite toda a revolta e tristeza de um homem desadaptado e transtornado com tudo aquilo que é obrigado a fazer e dizer num mundo onde não pertence.

Acompanhado por Noami Watts (como sua ex-mulher) e Don Cheadle (o seu parceiro), Sean Penn tem uma prestação que deveria ter sido galardoada com uma Óscar! Não percebo como nem sequer foi nomeado, dado que o seu papel é um dos melhores que já fez (depois de Mystic River)…

A realização é ao estilo amador, dado uma prespectiva mais realista, uma vez que o filme é baseado em factos veridicos. Embora no seu primeiro filme, Niels consegue transpor toda a história de um modo fascinante e, com a prestação de Sean Penn, somos automaticamente “inundados”, pelos valores e ideais, e acreditamos neles, de Sam, um pessoa real com uma história que tão tarde não esquecerei.

Nota:

2 thoughts on “The Assassination of Richard Nixon

  1. Knoxville diz:

    Lembro-me que na altura não gostei muito. Não é original na abordagem e do pouco que me lembro, julgo que sobressai mais por Penn do que pela própria história. E o final desiludiu-me.

    Um abraço!

  2. Temos opiniões diferentes então… mas é mesmo assim! O que seria do amarelo se os gostos fossem todos iguais?

    Acho que Penn faz a história sobresair; não deixa o filme cair na monotonia… mas, na minha opinião, a história de vida de Sam é, por si só, inspiradora… Sean Penn ajuda a marcar a diferença.

Queres falar agora?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s