Knocked Up

Estes últimos tempos têm sido bastante criativos para os lados do senhor Jude Apatow. Criador da pérola The 40 Year Old Virgin (gostos são gostos!), lançou recentemente Superbad, que ainda não vi, e o muito aclamado Knocked Up que tive a oportunidade de ver há uns dias atrás. E o que dizer de Knocked Up? É fácil: é uma comédia romântica, dinâmica e bastante criativa, com situações que nos fazem rir e chorar por mais, crítica da sociedade, moralista… muito ao estilo de The 40 Year Old Virgin.

Mesmo assim, e estando carregado de aspectos positivos, Knocked Up tem bastantes falhas a nível do argumento que por vezes parece ser completamente desconexo e algo inconsistente, isto porque há situações em que apenas vamos à baila com elas porque realmente nos fazem rir, pois algumas delas roçam mesmo os absurdo da sensatez…

knocked-up-2007-1.jpg

Um Azar do Caraças, em português, conta-nos como Ben Stone (Seth Rogen) e Alison Scott (Katherine Heigl) se envolvem numa das mais inesperadas relações que se poderia imaginar. Ben é um autêntico parasita da sociedade: não trabalha, é bronco e vive dos rendimentos do estado; por seu lado Allison é a ” mulher maravilha”: bonita, com um bom emprego, estável e coerente. Quanto, por acaso, se embebedam juntos num bar, acabam por ter sexo. Alison cedo se apercebe que está grávida e a partir daí tudo muda: Bem não quer alterar o seu estilo de vida e Alison não quer sequer pensar que aquilo lhe está a acontecer. Criticados pela família e amigos, Bem e Alison tentam lidar com a “crise” da melhor maneira que (não) sabem.

Knocked Up é inteligente na forma como aborda o assunto e consegue construir uma adorável enredo onde o amor forçado e um filho inesperado são as forças motrizes que levam as personagens e viver várias situações muito comuns enquanto ao mesmo tempo troça delas. E nota-se claramente a ambição de Apatow de criar situações apenas para rir embora sem sentido. Não o condeno!

Jude Apatow consegue, mais uma vez, tratar um assunto quase “tabu” de uma maneira muito convincente, pecando apenas em alguns items menos importantes como a vida impossível de ter de Bem. Mas isso não implica que o filme perca o seu objectivo, podendo até ser encarado como uma hiperbolização dos estilos de vida de ambos.

A bela Katherine Heigl assume-se cada vez mais como uma grande actriz, conseguindo representar várias emoções simultaneamente e dinamizando ainda mais o filme. Para além disso, Heigl é extremamente competente, bem mais do que muitas das “bonitas actrizes” que conhecemos. Seth revela-se um bom actor e espero ouvir mais dele brevemente. Acho que este rapazolas tem capacidades para além deste estilo e gostaria de ter oportunidade de o ver.

Sendo assim, e resumindo, Knocked Up é um filme a ver goste-se ou não de comédias românticas, pois consegue ser bem mais do que isso. Venha o Superbad porque ainda não consegui ver.

Nota:

Queres falar agora?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s