El Labirinto del Fauno

Que a imaginação de Guillermo Del Toro é muito fértil e diversificada, já todos nós sabemos, mas o que ele fez com El Labirinto del Fauno vai muito para além da simples imaginação… é uma obra-prima feita com coração, dedicação e mestria.

Depois de em Hellboy ter alcançado o grande estrelato, volta agora com um filme rico tanto a nível visual como sentimental, sem nunca perder qualidade na história ou na realização. Primando pela beleza narrativa e por um guarda-roupa recheado de sonhos em tecido, transporta-nos para dentro do seu labirinto, sem que lhe consigamos resistir (mas acreditem que não vão querer resistir!).

paleman.jpg

Passado na Espanha totalitarista e fascista de Franco, El Labirinto del Fauno conta-nos a história de Ofelia (Ivana Baquero), uma menina cuja mãe desesperada com a sua gravidez problemática, se rende aos “encantos” do severo e rigoroso capitão Vidal (Sergi López). Numa tentativa inconsciente de fugir ao terror e dor do fascismo, Ofelia cria um mundo de ilusão só seu, onde se encontra com o Fauno e Pale Man, símbolos opostos de uma realidade suja e perigosa, vista pelos olhos de uma menina que quer ser especial. Ao mesmo tempo Vidal luta contra os opositores do regime de forma a manter o legado do seu pai, um militar “exemplar”.

Embora com menos magia (ou fantasia) do que eu esperava,  O Labirinto do Fauno é, sem dúvida, um dos melhores filmes do ano. Inspirador quanto revoltante, a história do filme é fantástica, com pormenores excelentes e de uma imaginação notável, dando o toque de esperança no meio de um realidade sem futuro à vista. As personagens saídas da cabeça de Del Toro são magníficas. Pena não serem mais exploradas, como é o caso de Pale Man, um assassino de crianças ao qual são reservados apenas uns 5 minutos de filme. No entanto, não me esquecerei tão cedo de tão maravilhoso “bicho”, pela sua particularidade de ter os olhos nas mãos.

No elenco destaca-se Sergi López na sua interpretação de capitão. De facto notável. Espero ouvir falar deste senhor brevemente.

Não sendo um conto de fadas tradicional pois é não é propriamente um filme para os mais novos, não perde nada com isso. Aliás, consegue ir mais longe do que os normais, apelando à nossa compreensão e sentimento, entretendo e deliciando, esticando assim o limite da imaginação dos mais crescidos. Vale muito a pena ver. Merece todos os Oscars que recebeu…

Nota:

19 thoughts on “El Labirinto del Fauno

  1. mah diz:

    assisti este filme e não gostei, a história é fantastica de mais, as personagens sofrem demasiadamente é filme muito chato.

  2. janaina lacerda diz:

    adorei o filme pois ele retrata a realidade com a fantazia ….

  3. Infelizmente não vi o filme por inteiro (ainda), mas realmente pareceu-me um filme fora do comum – claro, muito além do gosto comum, que só poderá achá-lo ruim ou escabroso… Excesso de imaginação?! Creio que é falta de imaginação e senso crítico de certos espectadores, ou talvez de uma “Mah” espectadora.

  4. douglas diz:

    vi o filme achei excepcional,muito bem feito um conto de fadas memorável e atuações notáveis,obra de arte que desbanca muitos filmes, pela sua capacidade criativa belamente construída em choque com a realidade e a evasão para um mundo imaginário criado por ofélia(a personagem principal).

Queres falar agora?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s